Comerciantes adaptam medidas de segurança para se livrar de assaltos

Em aparecida de Goiânia, mercado instala porta giratória com detector de metais. Em Barreiras, na Bahia, comerciante botou grade no meio da loja.

4338446_x360

Pequenos comerciantes de várias partes do Brasil estão tendo que inventar e adaptar medidas de segurança para se livrar dos assaltos. Algumas soluções saem caro.

Câmeras na barraca, na árvore, no poste, até no orelhão, no centro de Manaus. Tudo foi montado pelo dono de um quiosque, cansado dos assaltos. “Várias vezes já, inclusive meu primo botou até uma filmadora para ver se inibe um pouco a rapaziada”, diz o gerente James Fonseca.

Se cercar de grades e câmeras é o que todo mundo está fazendo para fugir dos roubos. Em Goiânia, um portão e uma porta só abrem se o comerciante conhece o cliente. “É segurança para eles e para as pessoas que estão lá dentro porque a gente chega e, de repente, chega um ladrão do nada. É bom ter essa segurança”, diz a estudante Nathalia Santos Vidal.

Os bancos também têm suas medidas de segurança. Ninguém entre sem passar pela porta giratória. Acontece que não é uma agência bancária. É um mercado na cidade de Aparecida de Goiânia. E instalar a porta giratória com detector de metais foi a medida extrema tomada pelo comerciante para continuar trabalhando.

Foram R$ 45 mil de investimento: na porta, cerca elétrica, grades e 26 câmeras. Antes disso, em cinco meses foram onze assaltos. Depois da instalação, nenhum. Mas, mesmo dentro da fortaleza, o dono vive com medo. “Os inocentes têm que ficar presos e os bandidos soltos. E é o que acontece hoje no nosso estabelecimento: o único meio de entrada é uma porta com detector de metais”, conta.

Para os clientes é a garantia de fazer as compras com mais tranquilidade. A dona de casa Pamela Ferreira fez tudo direitinho e nem ficou irritada. “É bom sim porque realmente tinha muito assalto. Direto estava sendo assaltado”, diz.

E teve mais gente com a mesma ideia. Veja no vídeo, a porta giratória na entrada de um supermercado na cidade gaúcha de Santa Cruz do Sul.

O comerciante, em Barreiras, na Bahia, botou uma grade no meio da loja. Afastou os assaltantes. Mas, e os clientes? “A minha comunicação com o cliente é só aqui. Daqui para fora. Não tem como o cliente passar. É um caso que a gente tem que analisar bem. Para ver o que a gente pode fazer, para ficar bom tanto para gente que é comerciante e também para o cliente”, afirma o dono da loja Maurílio Afonso.

Fonte: G1

http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2015/07/comerciantes-adaptam-medidas-de-seguranca-para-se-livrar-de-assaltos.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *