Como se diferenciar dentre os melhores do mercado de segurança?

* Diogo Vinicius

755x430Não é novidade para ninguém que a concorrência, nos mais diversos setores da economia, está bastante acirrada. No mercado de segurança privada não é diferente.

Também não é novidade que para manter a aquisição de novos clientes e a manutenção dos clientes ativos é necessário, dentre outras coisas, ter um produto que atenda às necessidades do cliente, realizar um atendimento que o cliente mereça e ter um serviço de pós venda ativo, mas isso todo mundo já faz, ou pelo menos os melhores já fazem. Então, como se destacar dentre os melhores?

Os consumidores estão cada vez mais exigentes, vocês já pararam para pensar em quantas ferramentas os clientes têm à disposição para pesquisar sobre a sua empresa? Google, sites de referências como o Reclame Aqui, blogs, revistas especializadas e o bom e velho boca a boca.

Pois é, eles estão realmente estudando o mercado, pegando referências e pesquisando bastante sobre as empresas antes de contratar. Mas será que a recíproca é verdadeira? Será que as empresas estão estudando os seus clientes? Será que as empresas  sabem, de fato, quem são os seus clientes? Será que estão ouvindo os seus clientes?

Para se destacar em um mercado competitivo, como o de segurança, é preciso fazer um trabalho investigativo sobre os clientes, estudar suas dores, saber do quê realmente eles estão precisando, afinal como a empresa vai prestar um serviço de excelência para quem não conhece?

Sem dúvidas é uma tarefa árdua, mas, para se diferenciar, esse trabalho é imprescindível! É preciso gerar valor para os clientes, e eu não falo apenas de valores financeiros. Me refiro a valores intangíveis que fazem os clientes terem lembranças positivas da marca, a ponto de fazer recomendações dos serviços prestados pela sua empresa.

Uma boa forma de encantar os clientes é a aplicação de novas tecnologias, isso mostra para os seus clientes que você está na vanguarda e sempre atualizado sobre as novas tendências que estão acontecendo dentro e fora do país, afinal, ninguém quer contratar uma prestadora de serviço de commodities.

Esses são alguns pontos que valem pelo menos a reflexão junto aos mais diversos setores da sua empresa.

Diogo Vinícius é CEO da Findme
www.findme.id

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *