Incêndio atinge unidade da Vale Fertilizantes em Cubatão

Polo Industrial foi evacuado; Corpo de Bombeiros enviou equipes de diversas cidades

Fumaça amarela avermelhada pode ser vista de várias regiões da Baixada (Foto: Luigi Bongiovanni/A Tribuna)
Fumaça amarela avermelhada pode ser vista de várias regiões da Baixada (Foto: Luigi Bongiovanni/A Tribuna)

O incêndio que atingiu a unidade da Vale Fertilizantes, em Cubatão, por volta das 15 horas desta quinta-feira (5), foi apagado no final da noite, já perto das 22h30. Agora, a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) avaliará a penalidade a ser aplicada à empresa pelo acidente com causas ambientais.

Às 16 horas, a própria Vale confirmou um vazamento de nitrato de amônio (NH4NO3) e os trabalhadores precisaram ser evacuados emergencialmente do local. Uma fumaça tóxica de cor amarela pôde ser vista das cidades da região.

Relatos de funcionários indicam que houve uma explosão na Planta 2 da unidade, localizada às margens da Rodovia Cônego Domênico Rangoni (SP-055) por volta das 15 horas. A brigada foi mobilizada e o sinistro foi controlado por volta das 18h30, mas ainda não foi extinto. Foram acionadas 20 equipes do Corpo de Bombeiros da Grande SP e 15 da Baixada Santista.

A Cetesb também enviou equipes ao local. O técnico da empresa, Natan Jordan, confirmou à imprensa vazamento da substância. A produção do gás com coloração típica ocorreu após a explosão em uma das unidades de armazenamento. Não há, entretanto, informações de feridos.

Segundo agência ambiental, técnicos estão no local desde as 15h30 e o fogo obrigou a evacuação da população no entorno da área industrial, afetando as empresas Yara Fertilizantes e Cesari, além da Unidade 3 da Vale Fertilizantes.

O incêndio, conforme explicou a Cetesb, teve início em uma das correias que alimentam o galpão de nitrato de amônio, matéria-prima para a produção de fertilizantes. ”Trata-se de um produto explosivo, o que obrigou o Corpo de Bombeiros a isolar a área, tomando-se, inclusive, a decisão de interditar a Rodovia Cônego Domênico Rangoni, nos dois sentidos”.

Ainda segundo a Cetesb, por precaução, os técnicos, considerando a intensidade da pluma que se formou na atmosfera, sugeriram à Defesa Civil do Município de Cubatão promover a evacuação da comunidade Mantiqueira, que fica nas proximidades da empresa Usiminas, que também foi evacuada.

”Os moradores dessa comunidade (218 famílias) foram retirados com a utilização de três ônibus disponibilizados pela empresa e levados para uma escola do Município”.

No final da noite, a Prefeitura de Cubatão informou que os moradores da Mantiqueira não precisaram dormir na escola João Ramalho e, por volta de 21h30, começaram o retorno para casa em ônibus destacados pela Administração e por indústrias da Cidade.

Equipe de plantão

A Prefeitura de Cubatão esclareceu que os moradores da comunidade Mantiqueira foram levados para a escola João Ramalho, na Vila Nova Cubatão, onde aguardam a liberação para retornarem às suas casas. ”Médicos, enfermeiros e funcionários administrativos continuam em alerta para quaisquer necessidades. O prefeito Ademário Oliveira e seu secretariado continuam percorrendo as unidades de atendimento, para coordenar as demais providências que se fizerem necessárias”.

Técnicos da Cetesb encontram-se no local das operações para uma melhor avaliação da situação, para tomar medidas para amenizar os impactos ambientais do incêndio. O nitrato de amônio, quando inalado, pode causar irritação nos olhos, garganta e no trato respiratório”.

Uma unidade móvel do Exército, responsável pela avaliação da qualidade do ar, chegou à região do incêndio no começo da noite.

Fumaça

A fumaça pode ser vista de diversas cidades da região. Segundo pessoas que estão próximas à Vale, ela não produziu odor. A Prefeitura de Cubatão, em comunicado, disse que não há necessidade de a população se afastar de suas casas e que todos os funcionários do Polo Industrial estão recebendo a orientação do Plano de Auxílio Mútuo (PAM).

A Prefeitura de Santos confirmou que a comunidade da Mantiqueira, próxima à indústria, foi evacuada. A Cetesb afirmou que a pluma com nitrato de amônio se desloca para a região do Vale de Mogi, contrário a área habitacional. A Defesa Civil também confirmou que não há perspectiva da nuvem atingir às áreas com concentração moradores na região.

Canal do Porto fechado

O Canal de Acesso ao Porto foi liberado por volta das 19h10. Ele havia sido fechado temporariamente, às 16h30, devido a fumaça tóxica que vazou da Vale Fertilizantes.

A decisão de permitir o trânsito de embarcações aconteceu após uma equipe da Capitania dos Portos de São Paulo, que estava no Estuário, próximo a Cubatão, notar que a fumaça já não estava mais peto do Canal.

Por volta das 18h30, a Codesp informou que, em cerca  de quatro minutos após a notificação do acidente na Vale, enviou seu veículo autobomba e a Brigada de Incêndio, com equipamentos de respiração e primeiros socorros, para reforçar o atendimento, além de acionar o PAM do Porto para auxiliar no combate ao incêndio.

Vale

Em nota, a Vale Fertilizantes informou que o incêndio ocorreu em uma correia transportadora que alimenta o armazém da unidade de nitrato de amônio do Complexo Industrial de Cubatão.

”Seguindo as diretrizes de segurança da empresa, houve evacuação imediata e paralisação da produção da unidade e empresas vizinhas. O Plano de Auxílio Mútuo (PAM) de Cubatão também foi acionado. A Defesa Civil auxiliou as equipes a orientar a comunidade da Mantiqueira, nas proximidades da unidade, a evacuar o local de forma preventiva.  Um bombeiro durante o combate passou mal e foi imediatamente atendido. O incêndio não atingiu outras unidades da empresa”.

Ainda no comunicado, a Vale afirma que a emissão dos gases gerados durante a queima do nitrato já foi contida.  ”A fumaça gerada, de cor laranja avermelhada e tóxica, já foi dissipada na atmosfera.  Se respirada em grandes concentrações, pode causar irritação do nariz e do trato respiratório superior, além de tosse e dor de garganta”.

A nota termina dizendo que ”a Vale Fertilizantes está trabalhando com o Corpo de Bombeiros e autoridades locais e não medirá esforços para minimizar os efeitos deste incidente para a população. As causas do incêndio estão sendo apuradas, bem como eventuais danos ambientais”.

Fonte: A Tribuna

http://www.atribuna.com.br/noticias/noticias-detalhe/cidades/incendio-atinge-unidade-da-vale-fertilizantes-em-cubatao/?cHash=d3c50076d92b8363484983796d06cc26

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *