Roubo de carga provoca tiroteio e pânico entre motoristas na Avenida Brasil, no Rio

Segundo a polícia, motoristas chegaram a voltar na contramão. Caso ocorreu na pista sentido Centro, na altura de Fazenda Botafogo.

roubooperacaoUma intensa troca de tiros assustou os motoristas que passavam pela Avenida Brasil, no Rio, na manhã desta sexta-feira (7). Criminosos tentaram roubar caminhões que passavam pela via no começo dessa manhã. O caso ocorreu na pista sentido Centro, na altura de Fazenda Botafogo, na Zona Norte.

De acordo com a Polícia Militar, os ladrões estavam em três carros tentaram roubar a carga de produtos comprados pela internet, que estavam em oito caminhões. Homens de dois carros da escolta armada do caminhão trocaram tiros com os suspeitos. Dois caminhões foram roubados, sendo que um deles foi recuperado. O outro foi levado para a comunidade da Pedreira, e não tinha sido encontrado até as 8h30.

O congestionamento na Avenida Brasil chegou a altura de Realengo. Os policiais do Batalhão de Policiamento em Vias Expressas (BPVE) informaram que dois vigilantes foram baleados durante a troca de tiros.

O roubo de carga no Rio de Janeiro se transformou em uma das principais fontes de renda dos traficantes. Foram mais de dez mil ataques no ano passado. A polícia sabe os pontos das rodovias em que os bandidos agem e as favelas para onde as cargas são desviadas, mas não consegue deter a disparada desse tipo de crime.

Os roubos de cargas vêm crescendo desde 2011. De lá para cá, triplicaram no estado. Em 2016, foram registrados 9.870 casos, um recorde desde que esta estatística começou a ser feita há 24 anos.

Os ataques geram grandes prejuízos para o setor de transporte de cargas. A federação que representa os empresários do setor estima que os roubos geraram prejuízo superior a R$ 1 bilhão no ano passado.

Fonte; G1

http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/tentativa-de-roubo-de-caminhao-complica-trafego-na-avenida-brasil-no-rio.ghtml

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *