Telas hackeadas podem comprometer segurança de smartphones na troca

Estudo afirma que peças com chip malicioso podem servir de porta de entrada para invasão do aparelho.

Conserto de tela de um Galaxy S8, da Samsung, pode chegar a R$ 1,8 mil (Foto: Felipe Hevia/Arquivo pessoal)
Conserto de tela de um Galaxy S8, da Samsung, pode chegar a R$ 1,8 mil (Foto: Felipe Hevia/Arquivo pessoal)

Um estudo publicado pela Universidade Ben-Gurion de Negev, em Israel, afirma que telas hackeadas podem comprometer a segurança de smartphones após uma troca.

Através de um chip infectado instalado nas peças, pesquisadores conseguiram assumir o controle de dois aparelhos de teste com o Android, um Huawei Nexus 6P e um LG G Pad 7.0.

Celulares com as telas podem gravar as fotos ou dados de usuários, ou usar sites falsos para explorar vulnerabilidades e passar a controlar o aparelho.

Segundo o estudo, o ataque é muito difícil de detectar, e programas de anti-vírus não conseguem detectá-lo.

Considerando que consertos de telas quebradas representam 80% dos serviços feitos por assistências técnicas entrevistadas pelo G1, e que a instalação do chip necessita de acesso físico ao aparelho, é importante tomar cuidado ao escolher um local para a troca.

Fonte: G1

http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/telas-hackeadas-podem-comprometer-seguranca-de-smartphones-na-troca.ghtml

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *