UFU inicia processo de instalação de 200 câmeras de segurança nos campi

Ação está entre medidas adotadas pela universidade para aumentar a segurança. Onda de assaltos e ataque a caixas eletrônicos foram registrados nos últimos anos.

Câmeras vão auxiliar no acionamento rápido de vigilantes da UFU (Foto: Caroline Aleixo/G1)
Câmeras vão auxiliar no acionamento rápido de vigilantes da UFU (Foto: Caroline Aleixo/G1)

A Universidade Federal de Uberlândia (UFU) iniciou o processo de instalação de 200 câmeras de segurança nos campi Uberlândia, Monte Carmelo e Ituiutaba. A ação faz parte de uma série de medidas com o intuito de aumentar a segurança nos prédios da instituição de ensino, que já foram alvos de vários assaltos e ataques a caixas eletrônicos.

A partir desta segunda-feira (28), será feito o mapeamento dos locais de instalação das câmeras nos campi de Uberlândia. Na terça (29) e quarta, será a vez do campus Pontal e Monte Carmelo receberem os trabalhos.

De acordo com o diretor de Logística da UFU, Flávio Martins de Freitas, a empresa que ganhou o processo de licitação já fez uma visita técnica para avaliar alguns locais junto à Divisão de Vigilância e Segurança Patrimonial da UFU (Divig). Os equipamentos serão colocados em áreas que possibilitem maior visibilidade de área e estarão presentes em todos os blocos.

“No 3Q, 5R e 5O do campus Santa Mônica serão instaladas nos corredores porque são locais com grande circulação de pessoas. Nos outros blocos, elas serão externas”, disse Martins.

Além disso, as áreas da reitoria, bibliotecas e restaurantes universitários também serão monitoradas pelas câmeras. As câmeras vão auxiliar na identificação de situações suspeitas e acionamento rápido dos vigilantes.

A licitação para implantação do sistema de câmeras estava em andamento desde o ano passado e com previsão de ser iniciada no início de 2017.

Crimes e ações

Em 2015, o G1 noticiou a preocupação de estudantes e servidores com a onda de assaltos nos campi de Uberlândia. Na ocasião, foram registrados pelo menos três roubos à mão armada em uma semana, além de um sequestro à vítima de 18 anos na primeira semana de aulas.

Nessa mesma época, a Divig disse que a universidade já trabalhava para instalação de novas câmeras com monitoramento 24h.

A UFU vinha sendo questionada há algum tempo pela comunidade acadêmica quanto à fragilidade na segurança da instituição, porque, além de casos de furto, roubos e até tentativas de estupro, outra situação que preocupava eram os constantes ataques aos caixas eletrônicoslocalizados nos campi.

Depois do quarto ataque, o G1 procurou a instituição para saber sobre a questão da segurança nos campi uma vez que uma decisão da Justiça Federal autorizava o policiamento ostensivo da Polícia Militar dentro da universidade, a fim de minimizar os índices de criminalidade. O convênio com a corporação foi colocado em prática apenas em maio deste ano.

Outra medida adotada pela UFU foi a disponibilização de número de WhatsApp para recebimento de denúncias. O foco do recurso são solicitações urgentes que podem ser feitas todos os dias (inclusive sábados, domingos e feriados), das 7h às 23h, pelo número (34) 9 9996-4597. O recurso é somente para mensagens de texto ou voz e não recebe ligações.

Fonte: G1

http://g1.globo.com/minas-gerais/triangulo-mineiro/noticia/ufu-inicia-processo-de-instalacao-de-200-cameras-de-seguranca-nos-campi.ghtml

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *